Olá a todos, o meu nome é Isabel


Também conhecida por Belicha, Bé ou Beli… Sou de Lisboa, tenho 20 e poucos anos e sou a mais velha das 3 irmãs (tarefa complicada mas a minha preferida, verdade seja dita!). Sou farmacêutica, pós-graduada em marketing digital e escuteira desde os 13 anos. Faço exercício físico quase diariamente, adoro viajar e vivo com uma amiga. Sou uma pessoa como vocês, levanto-me todos os dias às 7:30 para ir trabalhar e a minha disponibilidade para o blog não é total (pelo menos por agora). Então o que se passou para decidires criar um blog?! Gosto de partilhar e confesso-vos que já há algum tempo era perseguida pela vontade de ter um projeto pessoal. Costuma dizer-se ‘quem corre por gosto não cansa’.

Sempre gostei de comida. Em pequena roubava batatas fritas e gelados à minha mãe. Adorava ser a que provava tudo e chatear a avó para fazermos bolos. Aos 6 anos fiz o meu primeiro bolo de iogurte de morango e, diz quem se lembra, que estava delicioso, alto e fofo…! E não consigo descrever-vos o gozo que me dava ir à pequena fábrica de pão que o meu avô tinha, para fazermos pão com chouriço quentinho para levar para a praia (sou viciada em pão quente até aos dias de hoje!)… A verdade é que fui ganhando e aperfeiçoando o gosto pela comida e ainda hoje levo a cabo esse trabalho.


Fui ficando redondinha (até porque a tiróide teima em andar a meio gás) e algures na minha adolescência, achei que podia acabar com o gosto pela comida. Na verdade, achei mesmo que podia abolir a comida da minha vida (desenvolvi um distúrbio alimentar que me acompanhou durante alguns anos, prometo que um dia destes vos falo destas coisas…). Até que percebi que não podia, não posso, nem quero. Aprendi a retirar da comida tudo o que há de bom, com conta, peso e medida. Para mim, viver não é sinónimo de comer: mas a comida é essencial e é capaz de fazer coisas maravilhosas!! Se comermos bem e coisas boas vamos certamente ser mais felizes e saudáveis, viver com mais qualidade de vida.

Comecei a procurar boa comida, em casa e fora de casa. As tecnologias e aplicações, mais concretamente a Zomato onde tudo começou, fizeram com que começasse a partilhar publicamente as minhas experiências e opiniões sobre os espaços que fui visitando. Fui aguçando e refinando o gosto que tinha pela comida e fui partilhando algumas das minhas ideias, até que comecei a receber pedidos de recomendações de sítios para jantar… e daí surgiu a ideia de avançar com um blog!